Os brasileiros que investiram em imóveis em Miami há cinco anos se deram bem. De acordo com pesquisa da Investorise, startup americana que usa inteligência artificial para compilar dados do mercado imobiliário,  os preços subiram, em média, 75% desde 2012. Mais do que isso. Com a desvalorização do real o ganho foi de cerca de 200% para brasileiros. No mesmo período, o Ibovespa subiu em torno de 30% e o CDI rendeu 80%.

Imóveis em Miami: ótimo negócio

Investir em imóveis Miami é muito interessante se você avaliar ainda os preços e os juros (muito mais baixos do que no Brasil).

Mas por onde começar quando o assunto é comprar imóveis em Miami. Abaixo segue um pequeno manual com dicas que podem auxiliar.

Manual para compra de imóveis em Miami

1. Quais são os documentos necessários para adquirir um imóvel nos Estados Unidos?

Passaporte com visto válido e comprovação de renda coerente com o valor do imóvel escolhido.

2. Como fazer a remessa de valores para os EUA?

A transferência de fundos para a compra do imóvel deverá ser feita dentro das regras do Banco Central do Brasil (BC). Será cobrado apenas 0.38% de IOF sobre o valor da remessa.

3. Como é o processo de compra à vista?

Após a escolha do imóvel, o comprador estrangeiro envia os recursos para os EUA. Depois, transfere-se esse valor para a conta “escrow” do cartório escolhido, que faz toda a transação, inclusive verificação legal do vendedor e do imóvel. O cartório prepara toda a documentação de transferência e, somente após a assinatura do vendedor, é efetuado o pagamento. Praticamente 100% dos negócios imobiliários nos EUA são realizados por meio das “Title Companies” (Companhias de Títulos), que são formadas por advogados licenciados para atuarem no mercado imobiliário, e que são os responsáveis pela legalidade da transação.

4. É possível financiar o imóvel?

Apesar das compras à vista possuírem condições mais atrativas, sim, é possível. O financiamento para estrangeiros, no momento, está disponível em algumas instituições financeiras e nas seguintes condições: 1) Entrada 30%-40%, em até 30 anos, com juros entre 3.5% e 6% ao ano, dependendo do pacote.  2) O investidor deverá ser aprovado pelo banco e as condições podem variar em função da instituição financeira e do imóvel. Importante: Nem todos os imóveis se qualificam para financiamento.

5. Como fazer para comprar um imóvel nos Estados Unidos usando ou não financiamento bancário?

Como estrangeiro, o processo de compra é praticamente simples. A burocracia acontece em todos os lugares, mas nos EUA ela é sistemática e com prazos rígidos. Não se faz negócios nos EUA sem a intermediação de um corretor, ao contrário do Brasil.

6. Qual a documentação necessária para a compra à vista?

– Cópia do Passaporte: páginas 1, 2 e a que está o visto;

– Prova do valor da compra através de cópia de extrato bancário ou demonstrativo de aplicação financeira.

7. Quais os documentos necessários para compra financiada?

– Cópia do Passaporte: páginas 1, 2, 3 e a do Visto;

– Conta bancária nos Estados Unidos;

– Carta do Contador;

– Cópia dos dois últimos anos do imposto de renda, PF e PJ, neste último caso se houver;

– Cópia dos três últimos extratos bancários;

– Prova dos valores, isto é, do valor da entrada e mais 6 meses correspondentes às prestações do financiamento em conta ou aplicação bancária nos EUA. 

8. Como fazer para abrir uma conta nos Estados Unidos?

– Cópia do passaporte e Visto Americano;

– Indicação de um Corretor de Imóveis;

– Depósito em Dinheiro, segundo políticas do banco escolhido.

9. A declaração de Imposto de Renda Pessoa Física serve como documento para comprovação de renda?

Sim, a declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física é um documento aceito pelos bancos como comprovação de renda.