Novak Djokovic é o mais novo proprietário de um abastado apartamento em Miami. O empreendimento, que vai começar a ser construído em 2018, é único. Trata-se de um imóvel de cair o queixo. E ele fica em Eighty Seven Park, Miami Beach.

Novak Djokovic

Começamos falando pela vista. Estonteante, inesquecível. Um sonho sobre o Atlântico. O deslumbrante e luxuoso apartamento está encaixado numa torre de 20 andares. A previsão dos construtores é que ele fique pronto para receber Novak, Jelena e o pequeno Stefan não antes de 2020.

A demora não foi impedimento para Novak Djokovic de 29 anos fechar negócio de cerca de 8,9 milhões de dólares. Vale lembrar que, no ano passado, ele se tornou no primeiro jogador a chegar aos 100 milhões de dólares em prémios monetários.

O que ajudou na decisão foi não ter resistido à ideia de ser dono dos mais de 500 metros quadrados à beira mar. De um imóvel com três suítes completas. Além disso a família Djokovic terá ainda acesso a duas piscinas, um spa, um ginásio com vista para o mar e um bar de vinhos.

O apartamento de luxo que é projetado pelo italiano Renzo Piano. Piano foi o responsável pelo Centro Georges Pompidou, de Paris, e o Whitney Museum, de Nova York, entre outros.

Embora não seja reconhecido por nenhum estilo pessoal a obra de Piano é variada. Do Centre Pompidou, projetado em parceria com Richard Rogers quando tinha apenas 35 anos. Ao reverenciado Menil Collection em Houston. Ou a torre The Shard em Londres – mostra seu domínio sobre os elementos menos tangíveis da arquitetura, como a luz e o ar. Na realidade, segundo Piano, sua única constante é “a ideia de fazer um edifício voar – criando algo com gravidade zero.” Quiçá é por isso que as melhores obras de Piano parecem transcendentais – mais próximas de uma “harmonia refinada do que de um exibicionismo virtuoso.”